4 Doenças bucais mais comuns

Tempo de leitura: 3 minutos

0 Flares Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Infelizmente, as doenças bucais são bastante comuns e atingem pessoas de todas as faixas etárias. Mas, se você faz a higiene oral corretamente e alia a mesma com uma alimentação de qualidade, boa parte desses transtornos podem ser evitados.

Por isso, este artigo foi criado para que você conheça as doenças bucais mais comuns e também saiba como evitá-las, independente da sua idade. Vamos lá?

 

O que são doenças bucais?

Como o próprio nome já diz, as doenças bucais são distúrbios que acometem uma ou mais partes da estrutura da boca. Em sua maioria, elas acontecessem devido à má higienização e/ou de hábitos ruins, tanto alimentares, como de fumo, bebidas, entre outros.

Vale frisar que fazem parte da boca: os lábios, as bochechas, o palato (céu da boca), a língua, os dentes e a gengiva. Outro fator importante é que, por ser um ambiente quente e úmido, a boca se torna o local perfeito para o surgimento de diversas doenças que podem, inclusive, atingir outras partes do corpo.

Agora que você já sabe a definição de doença bucal, vamos falar delas.

 

Placa Bacteriana

Bastante comum, a Placa Bacteriana é a formação de uma película viscosa e sem cor ao redor dos dentes, da gengiva e da língua.

Essa película se forma devido ao acúmulo de bactérias e restos de alimentos nos vãos entre os dentes e gengiva (decorrente da má escovação) e pode se concentrar mais rapidamente quando há consumo diário de açúcares.

Os sintomas mais comuns da Placa Bacteriana são: camada espessa ao redor dos dentes, retração da gengiva e também dor de dente.

Para evitar este problema, escove os dentes com regularidade e não se esqueça de escovar a língua e usar o fio dental.

 

Cárie

Esta é a doença bucal mais comum, especialmente em crianças. O dentes ficam cariados devido aos ácidos liberados na metabolização dos açúcares consumidos, o que provoca a desmineralização dos dentes, desta maneira corroendo o esmalte e a dentina.

Quando a pessoa tem cáries, ela poderá sentir dor de dente insistente (principalmente ao comer doces) e também pode perder os dentes mais danificados.

Para evitar as cáries, escove os dentes de forma adequada, use regularmente o fio dental e faça o acompanhamento de rotina com um dentista, assim evitando o quadro.

 

Gengivite

Como o nome já sugere, a gengivite é uma inflamação nas gengivas, que causa vermelhidão, inchaço, sangramento e dor local.

Como sabemos, a gengiva é o tecido que dá sustentação aos dentes, e, quando comprometido, pode causar problemas que incluem desde a mudança da aparência da região, até a perda da sua funcionalidade.

Por isso, ao primeiro indício de gengivite, procure atendimento odontológico e evite este problema antes que o quadro se torne mais grave.

 

Halitose

Conhecida popularmente como mau hálito, a halitose é uma condição que causa odor ruim na boca e por causa deste motivo, acaba afetando a autoestima de quem sofre com esse problema.

Em sua boa parte, o mau hálito é derivado da má higienização dos dentes e da língua, falta de saliva, cáries e gengivites e também de doenças não bucais como infecções na garganta e problemas estomacais.

 

Além destes problemas, existem outras doenças bucais que também são bem comuns, como: aftas, periodontite, eritema migratório (língua geográfica), retração das gengivas, entre outros.

Ao primeiro sinal de problemas bucais, procure um dentista, ele encontrará a melhor saída para você!

 

Gostou deste artigo, compartilhe com o máximo de pessoas que você conseguir. Desta maneira você estará ajudando outras pessoas a se informarem e a evitar certas doenças bucais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *