Como é feito o tratamento de canal?

Tempo de leitura: 3 minutos

0 Flares Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Não é de hoje que as pessoas pregam a história de que o canal do dente é a morte do mesmo. Devido a este famoso pensamento, essa especialidade da endodontia tem uma certa reputação.

Quem nunca ouviu dizer que o procedimento dói, entre outras histórias?

Para acabar de uma vez por todas essa história, estou criando este artigo para tirar boa parte das dúvidas que as pessoas têm sobre o tratamento de canal.

 

O que é o tratamento de canal?

O tratamento do canal consiste na retirada da polpa do dente, que é um tecido encontrado na parte interna do mesmo. Uma vez que esta polpa é danificada, infeccionada ou morta, ela é removida e, no espaço resultante deve ser feita uma limpeza e no decorrer do tratamento, preenchido. Assim vedando o canal.

Antigamente, os dentes com polpas infecionadas ou mortificadas eram extraídos. Mas essa realidade mudou bastante nos dias de hoje, uma vez que o tratamento de canal evita a perda de muitos dentes.

Os casos mais comuns de polpa infeccionada ou mortificada são:

– Dano ao dente causado por um forte trauma (recente ou antigo);

– Dente quebrado;

– Cárie profunda.

Vale frisar que estando a polpa infecionada ou morta, se não for tratada, pode se formar pus na ponta da raiz (dentro do osso maxilar), formando um abcesso. Este abcesso pode destruir o osso que circunda o dente, causando muita dor.

 

Etapas do tratamento de canal

Se você é o tipo de pessoa que pesquisa todos os processos de uma cirurgia para perder parte do medo, este tópico é para você. Vou explicar de forma rápida e breve como funciona o passo a passo do tratamento de canal.

Acesso: primeiramente, é preciso abrir o canal, para só assim começar o tratamento. Se você fica agoniado com o barulho do famoso “motorzinho “, a hora é agora. Mas não se preocupe, só o barulho que é incômodo;

Remoção da polpa infeccionada: nesta parte, os canais são esvaziados, descontaminados, alargados e alisados.

Obturação de canais: finalizando o tratamento, os canais são preenchidos permanentemente com um material específico, fazendo o selamento.

 

Cuidados depois do tratamento de canal

Nas primeiras horas depois de realizar o tratamento, é preciso tomar certos cuidados durante a mastigação. Devido a anestesia, você pode morder a bochecha enquanto come.

Outro fator importante a se falar é que é normal apresentar sensibilidade logo após o tratamento. Nesse caso, o paciente pode tomar um analgésico. Caso a dor permaneça, é necessário entrar em contato com o dentista.

É normal que os pacientes fiquem com uma sedação temporária no dente afetado até que o tratamento seja finalizado com uma coroa ou material permanente. Mas, até que o tratamento seja completo, evite mastigar em cima do dente tratado.

 

Qual a durabilidade de um dente restaurado?

Não tem como dar um prazo de validade para os dentes restaurados. Eles podem durar a vida toda quando tratados adequadamente.

Mas caso o paciente não cuide corretamente, os dentes tratados ainda podem ter cáries. Por isso, uma boa higiene bucal e exames dentários regulares são necessários, a fim de evitar problemas futuros.

Outro ponto que preciso destacar é: como não há mais polpa viva no dente tratado, o mesmo podem se tornar quebradiço e sujeito à fratura. Por isso, leve este aspecto em conta quando for optar entre uma coroa ou restauração após o tratamento de canal.

Para você determinar o sucesso do tratamento de canal, a maneira mais confiável é fazer novas radiografias e comparar com as já tiradas. Assim, você terá noção se o osso continua sendo destruído ou se está se regenerando.

 

Gostou deste artigo? Compartilhe com os outros, desta maneira você estará ajudando outras pessoas a perderem o medo sobre o tratamento de canal.

Caso tenha alguma dúvida, deixe seu comentário. Terei o maior prazer em responder você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *