Roer as unhas faz mal à saúde bucal

Tempo de leitura: 3 minutos

0 Flares Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Durante a vida, adquirimos alguns hábitos que podem ser muito prejudiciais à nossa saúde. Um deles é muito prejudicial à nossa saúde bucal: o hábito de roer as unhas.

Não é um que prejudica apenas a estética devido às falhas e feridas nas unhas e cutículas, mas também traz uma série de problemas nos dentes e na gengiva, e expõe nosso organismo a infecções e outras doenças devido a bactérias, vírus ou fungos. 

Também conhecida como onicofagia, a compulsão por roer unhas pode ser um hábito difícil de abandonar, principalmente porque pode ser adquirido por estresse, cansaço e a irritabilidade do dia a dia. É um mau hábito comum tanto entre crianças e adultos, que atinge cerca de 30% das pessoas em todo o mundo.

Esse mau hábito pode fraturar, lascar ou desgastar os dentes por conta da pressão exercida na boca. Quem usa aparelho sai ainda mais prejudicado: estão expostos ao risco de reabsorção radicular (encurtamento das raízes do dente) ou perda dental. 

Alguns estudos apontam que pacientes que roem unhas, mastigam cabeças de lápis ou apertam os dentes muitas vezes também apresentam bruxismo (hábito de ranger ou apertar os dentes, muitas vezes durante o sono, que pode acarretar em dores de cabeça, sensibilidade e retração da gengiva). 

CONSEQUÊNCIAS MAIS GRAVES SOBRE ROER UNHAS 

O hábito de roer unhas exercem uma força muito grande em nossa mandíbula. Tanto é que pode acarretar em mudanças no posicionamento dos dentes, resultando em problemas de oclusão ou alterações no alinhamento da arcada dentária. 

Também há risco de desalinhamento ou da perda de um ou mais dentes, além de retração da gengiva. desgaste do esmalte dos dentes e graves fraturas nos dentes

Caso o paciente ainda tenha bruxismo, roer as unhas prejudica ainda mais a situação, potencializando os sintomas, que são: 

– dor na cabeça, na articulação mandibular ou na face; 

– desgaste do esmalte e extrema sensibilidade dentária; 

– sensação de dentes moles; 

– fratura dos dentes; 

– retração da gengiva; 

– perda dos dentes, nos casos mais graves. 

Você sabia que roer as unhas ainda pode causar mau hálito? Isso ocorre porque nossas mãos estão sempre com bactérias, vírus e outros micro-organismos. Assim, levando as mãos à boca, agravamos possíveis odores e perpetuamos este problema de saúde grave. Além disso, as lascas de unha podem causar feridas nas bocas, e podem também acarretar diarreias, infecções respiratórias e apendicite. 

NÃO SABE COMO PARAR DE ROER AS UNHAS? TENTE OS SEGUINTES PASSOS: 

– peça um protetor bucal ao seu dentista; 

– use uma base incolor de unha com gosto amargo; 

– tente terapia, para desestressar, conhecer os motivos da onicofagia e tentar 

mudar os hábitos bucais; 

– mantenha as unhas cortadas e limpas; 

– use bolinhas anti estresse. 

Agora que você está ciente de quão prejudicial é esse hábito, pode cuidar dele para evitar esses possíveis problemas. Consulte seu dentista e um psicólogo para diminuir e até parar o hábito de roer unhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *